Top Poemas

sábado, 28 de maio de 2011

Poetic Light

On the very obscure of nights
A wave of light in the darkness
In the middle of the forest
Zig-zag lighting their way
Towards black dusk
Throws light like a dancer
That in her first steps
Trys to delight
All those that fall in love
What is surprising
The green light hypnotizes
On a moonless night
Looks like a ballerina
So beautiful and light
Fairy of the flowers at night
Illuminated in their magic
Made the night dead and empty
Happiness like the blink of an eye
It was just a firefly
With its poetic light
Free to fly!

-- Ludiro
Link: http://luzpoetica.blogspot.com/2010/12/poetic-light.html

sábado, 30 de outubro de 2010

Poesia vivida

Meus dedos entisicaram
O lápis escondeu-se,
A caneta sumiu, e
O papel encolheu!
A minha mão...
Até então;
nada mais escreveu
por felicidade talvez
ou simples desdenha das palavras
Nada mais escrevi.
Enfim...
Ao invés de escrevê-las
As vivi!
-- Ludiro
21/10/2010

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Lançamento Duplo em Lisboa

Caros Amigos,
no próximo dia 28 de Novembro, pelas 16 horas, será o lançamento do meu novo livro "Traços do Destino", com duas novidades! A primeira, é de ser efectuado ao mesmo tempo com o poeta António M. R. Martins e o seu livro "Quase do Feminino". A outra... é que desta vez serão contos, que espero que todos gostem.
A editora é a Temas Originais, a quem muito agradeço desde já todo o trabalho de bastidores, e o duplo-lançamento será no Campo Grande, nº 56, em Lisboa.
Serei apresentada pelo escritor Carlos Teixeira Luís, que muito admiro e o António será apresentado por Catarina Boavida.
O meu prefácio foi feito por um Senhor, que muito admiro, por quem tenho um imenso carinho e que considero um dos melhores Poetas do Mundo - Vítor Cintra!
Tentaremos que seja uma tarde muito bem passada!
Se puderem aparecer, ficaria muito feliz com a vossa presença.
Obrigada a todos

terça-feira, 2 de junho de 2009

Galope manso

No galope manso dos teus gestos
Embalo o desejo adormecido
E parto docemente…
em busca do amor.

No galope manso do teu olhar
Me perco, ofuscada pelo brilho do desejo.
E, encandeada, tombo…
no musculado do teu corpo.

Ergo-me, enfim!
Ergue-mo de ti.
Tal Fénix renascida…
do galope manso do teu querer.

LÚCIA RIBEIRO (Lucibei)

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Lisboa RestaurantWeek



(Press Release Integral)


Poucas horas após o arranque da 1ª edição do LISBOA RESTAURANT WEEK, a iniciativa é já um sucesso, registando mais de 2000 reservas.


No dia de estreia desta iniciativa, os portugueses renderam-se à restauração premium e ao sabor, não fosse esta uma iniciativa promovida pela organização do Sabor do Ano.

Alguns dos mais conceituados locais gastronómicos da capital – Olivier Café, Faz Figura, Eleven, A Varanda e Gemelli (ao jantar) foram os mais procurados desde a primeira hora, estando já com as reservas fechadas até ao final da acção.

A essência da Lisboa Restaurant Week é possibilitar o acesso democrático à restauração, oferecendo a todos o acesso à gastronomia de qualidade sob um preço convidativo, tornando acessíveis restaurantes muitas vezes inacessíveis.

Os restaurantes participantes na iniciativa criaram um menu específico – o menu Restaurant Week, uma criação personalizada de cada restaurante para o evento, incluindo uma entrada, um prato principal e uma sobremesa.

O Menu Restaurant Week apresenta um preço fixo de 20€, com 1€ a reverter a favor das instituições de solidariedade social, SIC Esperança e Fundação Portuguesa de Cardiologia através do projecto “Mulheres de Vermelho”, também da responsabilidade da Peres & Partners.

Na primeira edição da iniciativa Lisboa Restaurant Week, que decorre de 21 e 31 de Maio, participam 25 dos mais reputados locais gastronómicos da cidade: Gemelli, Quinta dos Frades, L´Appart, Bocca, Mezzaluna, Olivier, Eleven, A Varanda, Suite, Aviz, entre muitos outros.


A Tryp Network, que promove em Portugal e Espanha o “Sabor do Ano” é a entidade responsável pela estreia nacional desta iniciativa. O primeiro Restaurant Week surgiu à 16 anos em Nova York, e desde então que grandes capitais como Boston, Londres, Amesterdão e São Paulo aderiram ao conceito. A sua evolução foi fortíssima, contando até hoje com a adesão de mais de 10.000 restaurantes.

Marque na sua agenda e venha descobrir os prazeres gastronómicos que temos reservados para si!

http://www.lisboa-restaurantweek.com/

terça-feira, 19 de maio de 2009

Lançamento do livro de poesia “Linhas Incertas" - Conceição Bernardino


A autora Conceição Bernardino e a Editora Mosaico de Palavras, têm a honra de convidar V.Exas. a estar presente na sessão de lançamento do livro “Linhas Incertas”, que terá lugar no próximo dia 30 de Maio, pelas 15.00 horas, na Casa Museu Teixeira Lopes, na Rua Teixeira Lopes, 32 – V.N.G (perto da Câmara de Gaia).


Prefaciado pela Doutora Goreti DiasOs textos de Conceição Bernardino não escapam à descoberta de um determinado ponto de vista, ou seja, ao inevitável pressuposto de um sujeito, já que não existe uma análise absolutamente neutra, sem indivíduo. Cada poema é uma situação de comunicação em que a subjectividade dá lugar à apresentação claramente incisiva de alguém que gira nas esferas de valores observadas e colhidas na sociedade, ciência, moral e arte, a reflexão de um acto de conhecimento da autora em contacto com o mundo real, as suas injustiças, guerras e desamores. (…)A poesia de “Linhas incertas” tem uma força imagética que nos roça a pele e penetra a carne, uma magnitude que, poesia dentro, se faz a cada verso mais crua, mais real. A presença de predadores na esquina dos desprevenidos, dos simples e dos desprotegidos! Da passividade à actividade, o sujeito da enunciação instiga “Crentes do nada, do vazio, levantai a cruz,/que a morte cala todos os dias...” em “ Sexta-feira Santa”; as palavras oferecem-se à partilha da dor: “Sou um pedaço de carne/que atiram aos cães”, em “Retirem-me estes cadeados”.

A apresentação da obra será feita pela escritora Rosa Maria Anselmo

Muito obrigada

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Histórias do Deserto, de Carlos Teixeira Luís



Trazes-te

Num dia de ventania
Trazes-te nua e submissa
Dentro de uma capa desenhada
Por uma criança
Trazes-te poema
Dentro dum coração
Que ritma tempestades

Sou eu que te vejo
E imagino
E acordo os olhos
Para te beber
És minha
Ou só sabes os compassos
Da viagem?

Velejas em direcção
Ao céu
Ou apenas voas
Como queres
Sem respirar do sangue
De Deus?
Vá, diz-me.

de Carlos Teixeira Luís


O autor, Carlos Teixeira Luis e a editora Atelier de Produção Editorial convidam V. Exa. a assistir ao lançamento do livro “Histórias do Deserto”, no dia 8 de Maio pelas 19 horas, no auditório da Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, no Antigo Solar da Nora, Estrada de Telheiras, 146, em Telheiras, Lisboa (junto à saída da estação de metro: Telheiras).
A apresentação será feita pelos poetas António MR Martins e Vera Silva.
“Histórias do Deserto” é um livro misto de poesia, contos e pequenos textos.

O tema: a vida citadina, os subúrbios e as travessias dos desertos particulares e colectivos.
Estão todos convidados!

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Caminho da Vontade, de Paulo Afonso Ramos


Caros Amigos,

No próximo dia 18 de Abril, pelas 15 horas, na Biblioteca Municipal Dr. José Vieira de Carvalho, na Maia, será lançado o 3º livro do Poeta Paulo Afonso Ramos, com o título “Caminho da Vontade” que terá a chancela da Temas Originais.

Obra e autor serão apresentados pelo Poeta Xavier Zarco.

Convido-vos a estarem presentes no lançamento desta grande obra de poesia, de um autor que tem o dom da palavra.

Haverá um jantar após o evento. Quem quiser estar presente deverá confirmar a presença para: ilucia2@gmail.com

Divulguem e apareçam!

terça-feira, 10 de março de 2009

Convites - Poesia

Caros Amigos,

No próximo dia 14 de Março, serão lançados dois livros de poesia, pela editora Temas Originais, no Campo Grande, nº 56, em Lisboa.

O primeiro lançamento, às 16 horas, será do livro "A Intermitência dos Sentidos", um livro maravilhoso do Poeta Octávio da Cunha e que eu terei a honra de apresentar.




O segundo livro, "Ser Poeta" do Poeta António Martins, será lançado às 19 horas e será apresentado pelo Poeta Xavier Zarco.


De seguida queremos reunir um grupo de pessoas para jantar, no mesmo local dos lançamentos, pelo que quem quiser, faça o favor de me contactar por mail (svera.silva@gmail.com).
O jantar rondará os 10 Euros por pessoa.

Apareçam! Desfrutarão de momentos de boa poesia e estarão entre amigos!


sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Solidariedade

Reencaminhem ao maior número de pessoas...eu por ti faria o mesmo!
Eu sou a Andreia, tenho 22 anos, sou Educadora de Infância recém formada e moro em Lisboa. Até há pouco tempo a minha vida decorria normalmente e feliz até que me foi detectada Leucemia do tipo Mieloide Crónica. Poderei ficar totalmente curada se receber uma transplantação de medula óssea. Constatamos que tanto os meus pais como irmã não são compatíveis para o efeito, e... como tal procuro um dador. Todos os esclarecimentos podem ser obtidos no site do CEDACE -CENTRO DE HISTOCOMPATIBILIDADE DO SUL http://www.chsul.pt O meu nome é Andreia Margarida Morais e Mota.
Poderá contactar-nos através do 966886302 ou motaandreia@hotmail.com
O possível dador não correrá qq risco. Ficar-lhe-ei eternamente gratase me puder ajudar!
Caso não seja possível, agradeço na mesma a sua atenção e desejo-lhe toda a felicidade que eu gostaria de ter.
Um beijinho, Andreia Por favor: não ignorem a minha mensagem.
Ler e reencaminhar não custa nada e pode ajudar-me.
Obrigada.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Natal 2008 - Espalhe essa ideia !!

Para o Natal 2008 (espalhe essa ideia) Que tal fazer algo diferente, este ano, no Natal? Sim... Natal... daqui a pouco ele chega. Que tal ir a uma agência dos Correios e pedir uma das 17 milhões de cartinhas de crianças pobres e ser o Pai ou Mãe Natal delas? Há a informação de que existem pedidos inacreditáveis. Existem crianças pedindo um casaco, uma blusa, ou um simples doce...É UMA ideia. É só pedir a carta e entregar o presente numa agência dos correios até o dia 20 de Dezembro. Os próprios correios se encarregam de fazer a entrega. DIVULGUE P/ OS SEUS AMIGOS Na vida, a gente passa por 3 fases: - a primeira, quando acreditamos no Pai Natal; - a segunda, quando deixamos de acreditar - a terceira, quando nos tornamos Pai Natal!!! CTT abrem a sua rede à solidariedade Combate à pobreza Os CTT vão pôr a sua rede à disposição do combate à pobreza e à exclusão social. A partir de 1 de Dezembro próximo, os Correios de Portugal põem em marcha um projecto que, durante os próximos meses, permitirá a qualquer pessoa ajudar quem mais precisa de forma gratuita. Este projecto é uma iniciativa dos CTT inscrita na sua política de responsabilidade social. Surgiu da constatação de que ninguém como os CTT tem capacidade para chegar a todas as localidades e a todos os habitantes do País. Por isso, os Correios vão fazer um envio massivo de um folheto informativo por todas as casas do País. Esse folheto, que será acompanhado de um saco específico para o transporte dos donativos, informará a população sobre as instituições de solidariedade aderentes ao projecto e que tipos de bens necessitam. Com esse esclarecimento em mente, bastará a qualquer pessoa deslocar-se a uma das quase 1000 Estações de Correio existentes de Norte a Sul do País como seu donativo. Uma vez lá, ser-lhe-á fornecida gratuitamente uma caixa de transporte em cartão. O autor do donativo apenas terá de encher a caixa e escolher a instituição destinatária, entre as várias possíveis, sem precisar de indicar uma morada. Os Correios tratam do transporte e da entrega, deforma totalmente gratuita. A lista de instituições de solidariedade social aderentes é uma lista aberta. Neste momento, os CTT estão em contacto com algumas dezenas de instituições, de carácter nacional e local. Está já confirmada a adesão de instituições como a Abraço, ACAPO, Acreditar, Ajuda de Berço, Ajuda de Mãe, Aldeia de Crianças SOS, Associação Portuguesa de Surdos, Casa do Caminho, Casa do Gaiato, Centro Helen Keller, Comunidade Vida e Paz, Cruz Vermelha Portuguesa, GIRA, FENACERCI, Liga Nacional Contra a Fome, Refúgio Aboim Ascensão e Associação Sol. Outras serão anunciadas nos próximos dias. Os bens elegíveis para doação dependem das necessidades de cada instituição e das limitações logísticas e incluirão bens como roupa, calçado, agasalhos, artigos de higiene, brinquedos, produtos de limpeza, pequenos electrodomésticos ou de entretenimento, entre outros. Para esta grande iniciativa de carácter nacional, os Correios vão disponibilizar não apenas os seus voluntários, de um universo de 16 mil trabalhadores, como a sua rede: quase 1000 Estações de Correios, 370 Centros de Distribuição Postal e 3702 veículos de transporte que, todos os dias, percorrem cerca de 240 mil quilómetros. Este projecto dos CTT é complementado por uma iniciativa protagonizada por uma empresa detida a 100% pelos CTT, a PayShop, e que permite que qualquer cidadão faça donativos em dinheiro, a partir de um euro, em 4500 locais de todo o País: 3500 agentes PayShop e quase 1000 Estações de Correio. É convicção dos CTT - Correios de Portugal que esta iniciativa permitirá democratizar a solidariedade e eliminar barreiras geográficas.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Khaos Poeticum




É com muito orgulho que apresento esta obra poética dedicada à deificação Humana e às suas ausências, ao hedonismo poético da orgia e ao ópio ao absurdismo da demência e paranóia. Um Khaos Poeticum de sensações, de exaltações da libido, de viagens em alucinógenos, de cultos à Natureza, de sexualidade orgiástica, de desilusão e decadências várias. Uma viagem caótica aos âmagos dos desejos e frustrações Humanas.

I tell you: one must still have Khaos in one, to give birth to a dancing star.
Friedrich Nietzsche, Thus Spoke Zarathustra

A obra literária pode ser adquirida em livro ou e-book em Lulu.com ou BMResende.net.

Divulgações do projecto seriam muito bem-vindas.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Mínimos Instantes, de Paulo Afonso Ramos


É já no próximo Sábado, dia 27 de Setembro, pelas 15 horas que vai ser o lançamento do livro Mínimos Instantes, de Paulo Afonso Ramos, pela Edium Editores.
O Auditório da Câmara Municipal da Amadora espera por todos nós, para assistirmos a um acontecimento inesquecível!
A apresentação da obra e do nosso querido autor estará a cargo do poeta Xavier Zarco.
No decorrer do evento serão declamados poemas do livro por Dionísio Dinis e interpretados trechos musicais por Sandra Rodrigues.
Para os que não sabem como chegar... cliquem AQUI e apareçam!
Até Sábado :)

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Paulo Afonso Ramos em Évora


Antes do lançamento de Mínimos Instantes, Paulo Afonso Ramos passará por Évora, onde brindará os seus leitores com a sua agradável presença e com o seu sorriso!
Se puderem passem por lá!
Os alentejanos são uns sortudos!!!

segunda-feira, 2 de junho de 2008

LANÇAMENTO DO LIVRO “SINAIS DO SILÊNCIO” – Rosa Maria Anselmo



LANÇAMENTO DO LIVRO “SINAIS DO SILÊNCIO” – Rosa Maria Anselmo
Queridos Amigos (as)

"Sinais do Silêncio" está quase a nascer! A sua apresentação será feita no dia 7 de Junho, pelas 16 horas, no Diana Bar – Av. dos Banhos, Praia da Póvoa de Varzim. Será um privilégio ter a vossa companhia nesse dia.

A apresentação do Livro será feita pela poetisa Conceição Bernardino, e o prefácio da autoria de Alice Santos.
Aqui fica um excerto desse mesmo prefácio:
"No segundo livro de Rosa Maria encontramos uma mulher muito mais liberta, onde a escrita e a paixão andam de mãos dadas, inseparáveis, qual par de amantes.

Surge uma Rosa que resolveu desabrochar e nos mostra a alma desnudada, sem pudor ou preconceito, sem receios, medos, falsos moralismos. Uma mulher mais atrevida nas palavras, com diálogos interditos, e, por isso, mais despida de si e vestida de candura, sedução e desejos.
Alice Santos

Rosa Maria, uma poetisa que se “solta em dança” e canta um “mar que é “ seu “vizinho”...

Uma poetisa que deambula “perdida nas insónias” para assim nos ofertar belos e originais poemas, ricos de imagens e sonoridades, “serenatas em forma de seixos lisos / prendas de mar …”, atando estrofes com “sargaços de paixão”.

Goreti Dias


Espero por si.
Rosa Maria Anselmo


http://ocantodarosa.blogspot.com/
http://rosaanselmo.hi5.com/

email da autora – rosaafernandes@gmail.com

terça-feira, 15 de abril de 2008

IGNARA - Guerra Colonial


Uma produção:
TEATROMOSCA


A não perder... Uma vez que perder já muito perdemos nós.... Todos!!


IGNARA - GUERRA COLONIAL
Ciclo de três apresentações preparatórias e um espectáculo final subordinado ao tema «Guerra Colonial».

IGNARA constitui-se, formalmente, como um fórum de encontro de diversos parceiros, comprometidos com a pesquisa, análise, discussão, criação e apresentação de conteúdos artísticos afins ao tema aduzido.

Colhendo de Piscator, Brecht ou Kaufman, alguns dos princípios que enformaram o chamado teatro-documento (ideologias político-partidárias à parte), pretende, o teatromosca, com IGNARA, relançar, na opinião pública, o debate em torno deste tema seminal que tão pouca atenção vem merecendo da comunidade artística nacional.

PONTO DE PARTIDA
A Guerra Colonial portuguesa é, hoje, 34 anos depois da Revolução de Abril que lhe pôs termo, um tema enguiçado.

Historiadores, sociólogos, ensaístas, professores universitários, jornalistas, ex-combatentes, filhos de ex-combatentes são unânimes em considerar que, por diversos factores- entre os quais a paupérrima edição de estudos de história colonial portuguesa, a insipiência dos programas curriculares escolares, ou a simples ausência de mediatização do tema (salvo raríssimas excepções)-, a memória colectiva desse conflito dissolveu-se, depois de Abril, nas brumas de um esquecimento inadmissível.


Ps: Para mais informações consultar o link:
http://teatromosca.com.sapo.pt/teatromosca_IGNARA.html

sábado, 15 de março de 2008

MORTE NA ESCOLA



À MEMÓRIA DE JOÃO RUI BARATA ANICETO





Chamava-se João e tinha um sorriso fantástico.

Era o filho de sonho para qualquer pai e mãe.

Era o estudante que todos os professores sonham ter, pela inteligência e pelo primor das suas atitudes e comportamentos.

Era o melhor amigo de Todos.

Um apaixonado pela música.

Um jovem bem formado, educado e reflexo dos valores irrepreensíveis transmitidos pelos pais.

Estava na última aula de educação física do período, alegre e divertido, como sempre o conheci e disse à professora: “Estou mal disposto Professora”E caiu.

O que se seguiu eleva ao expoente máximo a luta contra o desespero.

Eleva ao mais alto sentimento de impotência o darmos tudo de nós e sentimos que a vida se esvai aos poucos a cada minuto que passa.

Passam-se 30 minutos e o socorro não chega e o desespero aumenta.

Tentamos em vão a reanimação cardíaca, sempre, sempre sem parar até à exaustão,

A escola pára.

O desespero e angústia cresce e cresce.

E a vida perece.

Chamava-se João.

Partiu ontem e com ele leva a dor das centenas de colegas e professores;

Uma escola que chora esta morte.

O Montijo está de luto.Mergulhado na dor.

Numa mágoa sem igual.

Com a revolta de jamais compreendermos a razão pela qual o INEM demorou 30 minutos (TRINTA MINUTOS!!!!!!) para accionar o socorro quando o CODU (centro operacional de doentes urgentes) sabia que estava um jovem de 14 anos em paragem cardiorrespiratória…

E pior!Hoje vem o INEM a público reconhecer a demora porque ontem, dia 13 de Março, receberam muitas chamadas…

E assim se foi uma Vida!!!

Chamava-se João e partiu.

Estás nos nossos corações meu querido.

Descansa em paz meu Anjo.

(Montijo, 14 de Março de 2008)

segunda-feira, 10 de março de 2008

Livro Negro dos Vampiros



O Livro Negro dos Vampiros é o mais recente lançamento da Andross Editora. Liz Marins, Octavio Cariello, Helena Gomes, Kizzy Ysatis e Bruno Miguel Resende são alguns dos autores que apresentam o seu olhar sobre um dos mitos mais populares da história.

Em todas as culturas, desde a noite dos tempos, existiu algum tipo de vampiro, mas somente a partir do século XVIII o mito adquiriu certa notoriedade na sociedade ocidental ao entrar em contacto com a literatura. Seu arquétipo, como conhecemos hoje, foi sendo construído através do século XIX pelas mãos de diversos escritores.

Mas foi o irlandês Bram Stoker, em 1897, quem compilou todas as experiências literárias anteriores e as misturou com um obscuro personagem histórico, o príncipe Vlad Draculea, da Valáquia. Assim nasceu o romance Drácula, que influenciou tudo o que foi produzido posteriormente sobre vampiros, definindo o mito tal qual o conhecemos hoje.

Drácula, e os outros vampiros de modo geral, são criaturas sedutoras, mesmo quando se apresentam na figura esquálida de Nosferatu, imortalizado no cinema pelo actor Max Schreck no auge no cinema expressionista. Encantam não só os incautos personagens que cruzam os seus caminhos – em livros, filmes, músicas, banda desenhada, jogos de RPG e em todas as formas de comunicação conhecida –, mas também o público, sempre ávido por novos sustos.

Os amantes do género ganham um prato cheio para saciar sua sede de sangue: O Livro Negro dos Vampiros (Andross Editora, 288 páginas).

A obra reúne 53 contos de novos autores, selecionados criteriosamente, e também de alguns escritores do género exclusivamente convidados para encabeçarem a obra e darem boas-vindas aos estreantes.

A actriz, escritora e cineasta Liz Marins, criadora da personagem Liz Vamp e do Dia dos Vampiros; Octavio Cariello, professor de roteiro e desenho da Quanta Academia e desenhista da versão para os quadrinhos de A Rainha dos Condenados, de Anne Rice; e Kizzy Ysatis, um dos maiores nomes da literatura fantástica brasileira da actualidade, autor do premiado Clube dos Imortais – A Nova Quimera dos Vampiros, são alguns deles. Ysatis, inclusivé, empresta todo o seu conhecimento sobre o assunto no prefácio de “O Livro Negro dos Vampiros”.

A organização é do escritor Claudio Brites, que analisou pouco mais de 300 contos durante oito meses para chegar aos 53 seleccionados.



Participação de Bruno Miguel Resende com o conto “Garuda”.

Título: Livro Negro dos Vampiros
Editora: Andross
Data: 2007
Preço: 14,00 Euros

Para comprar contactar o email: brunoresende@portugalmail.com

domingo, 17 de fevereiro de 2008

Meu Bem




Foi a tua primeira vez
Num mundo impreciso, desconhecido
Aí te achaste perdida e achada
Sentimento de abandono, tristeza
“Que faço eu com esta vida?
Meu mundo perfeito, onda pára?
Onde estão os meus aconchegos?


De repente tomas consciência
Tens a vida pela frente
Mas tão vazia de gente.

É um mundo a consertar
Tudo é esquisito, diferente
Um nascimento novo a acontecer
Com um choro bem diferente
E sentes-te só, muito só
Frágil, muito frágil
Com lágrimas reféns


Obstinada a vencer
Agarras forças que não tens
E sentes poder ser alguém

Quanta dor,
Quanta solidão
Quanto sofrimento
Quanta tristeza
Nesse teu olhar de maçã?

Sei-o bem.

(Meu bem, quem quer ir além
A dor por companhia tem)
19/2/08

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Jornal de Notícias-09-02-2008

Mário Margaride (Gilberto)

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Sonhos inacabados

Viajo para dentro de mim aqui sentado
Por recordações torpes de outros tempos
Distantes memórias de sonhos inacabados
Eras longínquas para lá do céu estrelado

Parto pela escuridão contigo ao meu lado
Entre o frio da noite e o terno calor da "paixão"
Numa busca do que só de mim foi renegado
Avançamos ao som da sempre mesma canção

Sigo pelos trilhos do incerto os teus passos
Envolto em maresia que me encobre do medo
Tenebroso nevoeiro de meu só triste degredo
Suave exílio da certeza vã de teus abraços

Divago na fantasia composta em terraços
Sob o luar descrente da lua nunca ausente
Na escuridão que encobre os meus fracassos
Esse futuro fingido de um passado...

sempre presente


A visitar: http://palavras-ao-ocaso.blogspot.com

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

JORNAL DESTAK-14-01-2008


Mário Margaride (Gilberto)

domingo, 23 de dezembro de 2007

Jornal de Notícias-22-12-2007


Mário Margaride (Gilberto)

sábado, 15 de dezembro de 2007

Jornal de Notícias-15-12-2007


Mário Margaride Gilberto)